Proteção de dados e privacidade em vídeoconferências

  • Post category:Notícias

Nos últimos dias, decorrente da pandemia, do isolamento social e do trabalho homeoffice, muitas pessoas tem se utilizado das plataformas de vídeo conferências para trabalhar, estudar e até mesmo fazer um encontro social com os amigos, gerando um grande aumento na demanda por videoconferências, ferramentas de colaboração online e sistemas de chat.

A partir daí, surge uma grande questão: como garantir a segurança durante o uso de aplicativos de chamada de vídeo e evitar o vazamento de dados? A preocupação com a privacidade de um aplicativo de videoconferência é extrema, devido à grande variedade e volume de informações coletadas e que, se utilizadas inadequadamente, podem causar estragos enormes à esfera dos direitos da personalidade dos indivíduos.

Para minimizar as chances de invasão, é recomendado ativar as opções de segurança da plataforma e aplicar as novas funções disponibilizadas pelo aplicativo, criar senhas para reuniões e salas de espera virtuais por padrão, e no ambiente corporativo a opção de sala de espera é fundamental para evitar possíveis vazamentos e desabilitar funcionalidades que deixem o anfitrião (criador da chamada) fora do controle da situação, como permitir que pessoas entrem antes na ligação.

É importante também sempre enviar os links de invite um a um e não utilizar o aplicativo em lugares públicos, porque você fica muito mais exposto. Além disso, desativar algumas opções que geram vulnerabilidade como salvamento automático do chat, transferência de arquivos e compartilhamento tela por não anfitriões. Depois que todo mundo estiver conectado, como numa reunião de trabalho, o melhor é trancar a sala para evitar qualquer problema.

Em um momento tão delicado, que todos nós estamos vivenciando, todo o cuidado é pouco para evitarmos qualquer tipo de intercorrência, como a exposição e perda de dados.